O ímpio com a boca destrói o próximo, mas os justos são libertados pelo conhecimento. Provérbios 11:9








Data Publicação: 29/11/2017 12:33:09
Profeta Jeremias: O juízo sobre uma nação iníqua

Acaso por estas cousas não os castigaria? Diz o D'us de Israel; não me vingaria de uma nação como esta?

 

Do juízo:

Adonai dá uma visão antecipada sobre o Juízo em Judá para o profeta Jeremias.

A visão é aterrorizadora! Jeremias chora incessantemente!

 

Da visão:

As pastagens de Judá foram queimadas e transformadas em um deserto, a situação é tão desoladora que as pessoas não queriam nem passar pelas cidades para verem a devastação!

Não há mais gado! 
Tanto os animais quanto as aves fugiram do terror de Judá!

Há assolação por todos os lados e os inúmeros chacais povoam os lugares...

Não há nenhum sábio que saiba as razões de tamanho terror sobre Judá, então, Adonai responde à nação as razões do juízo:

"Tudo isto aconteceu por que vocês não me ouviram e abandonaram a minha Lei (Torah)."

 

Da aliança Palestina/Terra:

Diante da desobediência da nação, Adonai aplica a disciplina da Aliança da Terra, o qual espalha todos os Judeus de Judá para todas as nações da terra, temporariamente, até reuni-los de volta para a restauração de Israel.

 

Das carpideiras:

E por fim, Adonai manda chamar as melhores carpideiras para chorar, chorar e chorar muito; por causa da destruição da nação!

Elas não apenas chorariam, como também testemunhariam as profecias ditas por Jeremias.

Agora, o choro não seria para uma pessoa desconhecida, mas por seus vizinhos, amigos, pais, filhos, netos, sobrinhos...

 

..." Os Babilônicos matarão a todos que puderem, desde as crianças brincando nas praças, jovens, nobres e pobres.

Haverá tantos cadáveres que ninguém conseguirá enterrá-los, ficarão espalhados pelas ruas, praças, casas, palácios e todos os lugares "...

 

 

Silas Anastácio
Evangelista e Expositor Bíblico
JERUSALÉM ETERNA