O ímpio com a boca destrói o próximo, mas os justos são libertados pelo conhecimento. Provérbios 11:9








Data Publicação: 17/06/2018 20:14:06
O ministério do profeta judeu Naum

A Queda de um Império!

Vamos falar aqui sobre um período de 140 anos, começando em 752 A.C até 612 A.C.

 

Do reino do Norte (Israel e Samaria):

No reinado idólatra de Menaém (752 A.C - 742 A.C), o D'us de Israel usa Tiglate Pileser III, um general que fez dos Assírios uma máquina de guerra para disciplinar Israel.

Para poupar a tomada da terra pelos Assírios, Menaém arrecadou três milhões de siclos para dar ao Rei inimigo.

Após a morte de Menaém, seu filho Pecaías (742 A.C - 740 A.C) assumiu o trono, assim como seu pai, fez o que era mau perante Adonai, e foi assassinado por Peca.

Peca (752 A.C - 732 A.C), reinava em uma região diferente do Rei Menaém, ambos reinavam simultaneamente e Peca assumiu todo o trono após a morte de Pecaías.

O rei Peca invadiu o Reino do Sul (Judá) como retaliação por ter não sido apoiado em uma guerra contra a Assíria. Após uma segunda tentativa de invasão a Judá, Tiglate Pileser III invade o Reino do Norte, toma nove cidades e leva inúmeros Israelitas como escravos.

Peca também fez o que era mau perante Adonai, e logo, é assassinado pelo Rei Oséias.

Oséias (732 A.C - 722 A.C), também fez o que era mau perante Adonai, e os Assírios invade o Reino do Norte liderado por Salmaneser V e Sargão II e destrói o Reino do Norte.

 

 

Do reino do Sul (Judá e Jerusalém):

Enquanto Israel estava em um declínio Espiritual, Judá estava em um reavivamento Espiritual.

Jotão (750 A.C - 731 A.C) fez o que era reto perante Adonai, após sua morte, Acaz (731 A.C - 715 A.C) seu filho reinou e fez o que era mau perante Adonai, queimando seu próprio filho em adoração ao deus Moloque.

Após a morte de Acaz, Ezequias (715 A.C - 686 A.C) seu filho assumiu o trono, e não fez as mesmas coisas que seu pai, antes teve prazer em servir o D'us de Israel.

Logo após sua morte, Manassés (695 A.C a 642 A.C ) seu filho assume o poder, assumiu também a liderança do pior Rei de Israel e Judá e após sua morte reinou Amom (642 A.C - 640 A.C), o qual foi assassinado pelo povo.

Por fim, Josias (640 A.C - 609 A.C), seu filho, assume o trono e assume a liderança do melhor rei de Israel e Judá.

 

 

Do profeta Naum:

O profeta Naum entra em cena durante o reinado de Manassés e suas profecias sobre a destruição do Império Mundial Assírio cumprisse no Reinado de Josias.

Naum traz conforto e segurança ao Reino do Sul (Judá e Jerusalém), e traz destruição e morte para os Assírios.

 

 

Dos pecados da Assíria:

Naum chama a Assíria de cidade de sangue, não apenas por suas guerras com as nações vizinhas, mas pela crueldade que eles tratavam com seus inimigos e nações conquistadas.

O Rei Asurnasirpal, depois de conquistar uma nação, ordenava para que cortassem as mãos e os pés, assim como os narizes e as orelhas dos cativos, também ordenava a tirar os olhos e a fazer pirâmides de cabeças humanas.

Era comum também perfurar os ouvidos com ferro quente e retirar a pele dos prisioneiros ainda vivos, assim como matar a espada bebês, no ventre de suas mães.

Outra prática comum, era o sacrifícios de crianças e humanos como parte da adoração aos seus deuses.

 

 

Silas Anastácio
Evangelista e Expositor Bíblico
JERUSALÉM ETERNA