O ímpio com a boca destrói o próximo, mas os justos são libertados pelo conhecimento. Provérbios 11:9








Data Publicação: 21/07/2017 21:33:07
O maior profeta Judeu da história

Profetizado por Isaías como aquele que prepararia o caminho para o Mashiac de Ysrael e por Malaquias, como o Elias, que viria novamente antes do terrível Dia do Senhor, João Batista chamou a nação ao arrependimento e enfrentou o sistema religioso que tinha se tornado um fantoche de Roma.

Provalvemente João teve influência dos Judeus Essênios, que optaram por viver isoladamente, em regiões desérticas apartando-se da política e do sistema religioso apóstata, o que justificaria o estilo de vida que ele tinha, comendo ganhotos e mel silvestre.

Os Judeus Essênios comiam apenas aquilo que eles cultivavam, e dedicavam expressivamente ao estudo da Torá e as orações; eram nazireus e vegetarianos.

Optaram por viver isoladamente, sem se contaminarem com o prostíbulo religioso-político.

Após 100 anos do cativeiro Babilônico, os sacerdotes e Judá voltaram as mesmas práticas do tempo de Jeremias, mergulhados em adultérios, defraudavam o salários dos pobres, as víuvas e os orfãos eram esmagados sem piedade nenhuma e a nação mergulhava em feitiçaria, roubos, corrupção e idolatria.

E novamente a nação começava a viver dias de escassez de alimento e um colapso na economia, além da nação estar sob grande influência internacional, que estaria prestes a mudar de forma drástica com a queda do Império Medo Persa.

Os dízimos passaram a ser uma ferramenta de troca, o povo queria prosperidade, e se ela não viesse, não teria valor em adorar a Adonai.
Afinal, eles davam o dízimo, então eles "teriam" que ter suas vontades egoístas safisfeitas.

Durante os 400 anos entre o livro de Malaquias e os eventos do Novo Testamento (Brit Hadashá), houve mudanças jamais vistas em Israel e em toda a terra.

Em 331 A.C o Império Medo-Persa cai e Alexandre, o Grande, agora é o Imperador mais poderoso, no entanto, em 146 A.C surge a República de Roma que mais tarde seria, o maior Império da terra.

Um pouco antes da ascenção Romana, sob o governo de Antíoco Epifânio IV, os selêucitas tentaram exterminar os judeus da terra.

Os judeus vivenciaram novamente dias infernais diante da religião grega, dos quais eles foram obrigados a adorar Zeus.

O Templo foi profanado com porcos, as crianças judias foram proibidas de serem circuncidadas no oitavo dia e mataram, mataram e mataram milhares e milhares de judeus, dos quais se recusaram a adorar os deuses gregos! Nem os bebês judeus foram poupados, não tiveram nenhuma compaixão!

Mas um milagre aconteceu... Adonai ainda estava com seu povo.

Os Macabeus, também chamados de Asmoneus conseguiram reverter o quadro e os Judeus conseguiram reverter o cenário de destruição.

Venceram as batalhas, o que parecia impossível, aconteceu!

Surge então o Hanukkah, uma das principais festas dos Judeus, comemoradas até hoje.

Após o enfraquecimento dos gregos e um período curto de liberdade, agora os Romanos dominam a Palestina.

Os Judeus e Jerusalém voltam a ser dominados por outra nação gentílica, agora os Romanos, o que mais tarde também tentariam exterminar-los da terra, assim como os gregos tentaram.

 

Então surge o Maior Profeta Judeu da história, sua pregação:

Arrependei-vos! Arrependei-vos! Arrependei-vos!

Preparai o caminho de Adonai, endireitai as suas veredas.

Multidões e multidões de Judeus de Jerusalém, Judéia e circunvizinhança do Jordão iam até as regiões desérticas ouvir suas pregações!

 

 

Silas Anastácio
Evangelista e Expositor Bíblico
JERUSALÉM ETERNA