O ímpio com a boca destrói o próximo, mas os justos são libertados pelo conhecimento. Provérbios 11:9








Data Publicação: 03/09/2020 15:00:00
Chegamos no fim - Parte 1

Diante da necessidade de fazer uma abordagem sobre o tempo em que estamos vivendo, nasce este artigo.

Não vou esgotar o assunto, porque seria longo demais, apenas dar uma visão genérica sobre os principais tópicos que mostram que de fato chegamos ao fim.

A situação atual mostra que estamos vivendo situações únicas no campo profético, ou seja, nunca houve nada semelhante ao que estamos vendo diante de nossos olhos.

Importante destacar que os eventos do apocalipse, inicia-se no acordo de paz que o AntiCristo fará com Israel e os muçulmanos, este acordo é de 7 anos, ou seja, 2520 dias usando calendário de 360 dias conforme dito pelo profeta Jeremias.

Ele fará um acordo de 7 anos e depois de 1260 dias ele vai quebrar a "promessa" e tentar exterminar os judeus e remover Israel do mapa, convocando todas as nações da terra para destruir Israel, no que chamamos de Armagedom.

A guerra do armagedom terá 8 fases, culminando em Jerusalém, onde ocorrerá a vinda de Jesus para estabelecer o reino milenar.

Então os remanescentes judeus iniciarão a restauração de Israel, e o centro de adoração será Jerusalém, no qual será administrado por judeus messiânicos.

 

------------------------------------------- 

-------------------------------------------

 

Quais são os pontos que devemos considerar como termômetro para o fim?

 

1) O acordo de paz de Israel, encabeçado pelo Jared Kushner, genro de Trump.

Obviamente, sempre houve acordo de paz na história de Israel, mas nunca de fato funcionou, principalmente no que concerne a Palestina.

Até o ressurgimento de Israel em 1948, a Igreja seguia predominantemente uma linha escatológica que a Igreja era Israel, no entanto, após 1948 a igreja começou a se dividir, e começaram a rever a sua forma de pensar. Após a segunda guerra mundial, surgiu nos EUA grandes líderes evangélicos que defendiam o Israel literal, governada por judeus.

Logo, o Sionismo cristão ganha força nos EUA, um movimento que era exclusivo judaico.

Após a guerra dos seis dias, Israel continua ganhando força e  aparece continuamente nas manchetes dos jornais em todo o mundo.

Importante destacar, que o retorno dos judeus em 1948, era ainda lento, mas começou a tomar forma depois de quase 2000 anos!

Os acordos que estão sendo feitos pelo Kushner, estabelece acordo econômico, investimento, viagens e "paz".

Israel nunca teve paz com seus vizinhos e especialmente com a Palestina, estes acordos nunca tiveram um efeito prático, apenas midiático.

 

Veja as matérias:

 

Com ajuda de Trump, Israel e Emirados Árabes Unidos assinam acordo histórico

https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2020/08/com-ajuda-de-trump-israel-e-emirados-arabes-unidos-assinam-historico-acordo-de-paz.shtml

 

 

Israel amplia ofensiva em Gaza; número de palestinos mortos chega a 400

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/07/israel-amplia-ofensiva-em-gaza-numero-de-palestinos-mortos-chega-400.html 

 

 

Para Kushner é 100% possível, e lógico, todos os 22 estados árabes reconhecerem Israel

https://www.conib.org.br/para-kushner-e-100-possivel-e-logico-todos-os-22-estados-arabes-reconhecerem-israel/

 

 

2) Ascensão da Rússia no oriente médio (Gogue e Magogue)

Em meu artigo http://www.ministeriodavar.com/o-grande-ataque-a-israel-gogue-e-magogue.aspx  sobre Gogue e Magogue eu detalho as profecias que concerne ao ataque Russo a Israel.

Obviamente este é um fenômeno recente e crescente pós-guerra Síria.

Este ataque Comunista-Islâmico com apoio do Irã, ocorrerá em um momento onde Israel estará em paz, então provavelmente um pouco antes do começo dos 7 anos ou logo após o início.

 

Veja as matérias:

 

Putin busca fortalecer influência russa no Oriente Médio

https://noticias.r7.com/prisma/nosso-mundo/putin-busca-fortalecer-influencia-russa-no-oriente-medio-08012020

 

Rússia envia mais navios de guerra à costa síria em plena tensão com a Turquia

https://brasil.elpais.com/internacional/2020-02-28/russia-envia-mais-navios-de-guerra-a-costa-siria-em-plena-tensao-com-a-turquia.html

 

 

3) Retorno dos judeus 

O retorno dos judeus é um dos principais sinais do fim do tempo.

Quando iniciar os 7 anos do acordo de paz, selado entre o anti-Cristo e os muçulmanos, os judeus em sua maioria estarão de volta a sua terra, para iniciar o processo de restauração.

Diferente da segunda guerra mundial, quando muitos judeus tiveram que fugir da Europa por causa de Hitler, e alguns vieram para o Brasil e EUA por exemplo, hoje está ocorrendo o maior Aliyah da história e novamente por causa da perseguição Européia e do crescente antissemitismo americano.

Ainda precisa haver um retorno dos judeus em massa para Israel, o que presenciaremos a qualquer momento. Quando isto ocorrer, concluiremos que não resta absolutamente mais nada para o início do apocalipse.

Provavelmente este retorno ocorrerá entre algum embate militar de Israel e algum país islâmico, ou seja, Irã, Líbano ou outro país. Onde os muçulmanos se unirão contra Israel.

 

Veja as matérias:

 

EUA enfrentam onda de antissemitismo, com ameaças de bomba em escolas e ataques a cemitérios

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/03/01/internacional/1488404504_966928.html

 

Número recorde de judeus deixa a França diante de antissemitismo

https://oglobo.globo.com/mundo/numero-recorde-de-judeus-deixa-franca-diante-de-antissemitismo-18623197

 

 

4) Conversão dos judeus ao Messias de Israel

A conversão dos judeus está ligada ao Aliyah e a restauração de Israel, à medida que os judeus estão voltando, também está havendo grandes conversões dentro da comunidade, nunca houve nada semelhante.

Sinagogas inteiras estão se convertendo!

Algo quase que "impossível" algumas décadas atrás.

Estamos vendo diante de nossos olhos, judeus professarem Jesus como o Messias abertamente nas redes sociais, em meu artigo http://www.ministeriodavar.com/rabino-messianico-afirma-que-jesus-e-o-messias.aspx, mostro o Rabino Matheus Zandona falando sobre o Messias.

Hoje existem sites de judeus messiânicos espalhados pelo mundo, no Brasil temos o https://cafetorah.com/, do meu amigo Miguel Nicolaevsky e https://www.youtube.com/channel/UCV9Fd6O_kP_hYjAy3UFEk8A do meu amigo Eli Simberg  entre outros.

 

 

5) Apostasia da Igreja - 2 Timóeo 4:1-4

A igreja está prostituida, a situação é tão grave, que se propagou a aceitação do homossexualismo dentro Igreja, assim como idéias progressistas.

Muitos pastores, transformaram os templos em empresas ou clube social, servem apenas para entreter os crentes, criar cargos e fazer festas.

A comercialização da fé tornou-se rotina no dia a dia de muitas igrejas.

Estamos vendo uma grande saída de cristãos dos templos para viver de forma solitária ou em grupo para fugir do sistema religioso "cristão".

 

Desigrejados: cresce o número de cristãos que amam a Jesus mas abriram mão da igreja

https://noticias.gospelmais.com.br/desigrejados-cresce-cristaos-abriram-mao-igreja-89729.html

 

 

6) O mundo e ocidente virou uma Sodoma - 2 Timóteo 3:1 a 6

Moralmente, chegamos no fundo do poço.

A aceitação pública do homossexualismo e a depravação sexual precede o colapso, veja meu artigo http://www.ministeriodavar.com/a-depravacao-sexual-precede-a-ruina.aspx.

Mas se isto não bastasse, hoje vivemos uma total inversão de valores, onde abortar é viável, mas matar um cachorro dá cadeia. 

Ainda temos a liberação de drogas, que hoje "resolve" o problemas sociais como tráfico e criminalidade...

 

 

7) Convulsões sociais e colapso econômico - Tiago 5:1 a 6

Para a implantação do sistema do antiCristo, ocorrerão convulsões sociais e desemprego sem precedentes.

Sendo assim, o colapso econômico precede o início dos 7 anos.

No sistema do falso Messias, ele terá o controle do Estado que passará a assumir o sustento da família e dos grandes bancos e investidores.

Não haverá mais emprego, então as pessoas precisarão recorrer ao Estado para ter comida na mesa, mas para isto precisarão aceitar a marca na mão direita ou na testa.

As fusões são necessárias para as grandes marcas e empresas sobreviverem e depois passarão ao controle do AntiCristo que liderará a distribuição de comida e trabalho as populações dos blocos de países.

A formatação geopolítica vai mudar quase que total com a queda dos Estados Unidos, iniciando uma era onde não haverá mais fronteiras, um governo mundial e os países serão divididos em blocos.

Não existirá mais democracia e república, apenas um governo autoritário governado pelo anticristo, onde judeus messiânicos e gentios crentes no Messias serão perseguidos implacavelmente.

O colapso que estamos vendo com a pandemia, nos leva a 1930! Ou seja, antes da segunda guerra mundial.

 

Desempenho do PIB do Brasil no 2º tri fica em 22º em ranking de países

https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/09/01/desempenho-do-pib-do-brasil-no-2o-tri-fica-em-22o-em-ranking-de-paises.ghtml

 

 

Queda histórica dos PIBs de EUA e Alemanha prenunciam tamanho do tombo da economia brasileira

https://brasil.elpais.com/economia/2020-07-31/queda-historica-dos-pibs-de-eua-e-alemanha-prenunciam-tamanho-do-tombo-da-economia-brasileira.html

 

Silas Anastácio
Evangelista e Expositor Bíblico
JERUSALÉM ETERNA